Em Portugal o fim de semana foi de emoções fortes, com um dérbi de alta voltagem entre Sporting e Benfica e o ‘tropeção’ do FC Porto em Guimarães, mas lá fora houve também muito a acontecer. E com vários portugueses em destaque.

Gato preto para Marco Silva

Em Inglaterra, houve duelo de treinadores portugueses, com o Wolverhampton de Nuno Espírito Santo a levar a melhor sobre o Everton de Marco Silva (3-1).

Rúben Neves abriu o marcador para os ‘Wolves’, de grande penalidade, mas um golaço de André Gomes restabeleceu a igualdade no marcador, aos 27 minutos. Jiménez fez o 2-1 para a equipa de Nuno Espírito Santo em cima do intervalo, após passe de João Moutinho, com Dendoncker a fechar as contas aos 66’.

Durante a partida, um gato preto passeou-se no relvado de Goodison Park, acabando por dar sorte aos 'Wolves' que ocupam agora o 7.º lugar do campeonato, com 38 pontos. Já o Everton é 9.º com 33, havendo a possibilidade de ser ultrapassado pelo West Ham, que hoje defronta o líder Liverpool.

Bernardo Silva foi titular no triunfo do Manchester City sobre o Arsenal, por 3-1, que permite à equipa de Pep Guardiola aproximar-se do Liverpool (com menos um jogo). Kun Aguero, com um ‘hat trick’, foi o homem do jogo e o líder de um onze com três defesas e seis médios. Koscielny fez o único golo dos ‘gunners’, que assim cedem o quinto lugar ao Manchester United.

Ronaldo bisa, mas ‘Juve’ empata

Após a inesperada eliminação da Taça de Itália pela Atalanta, a Juventus, com Cristiano Ronaldo e João Cancelo a titulares, deixou escapar por duas vezes uma vantagem de dois golos frente ao Parma de Bruno Alves, acabando por empatar 3-3.

Ronaldo bisa, mas Juventus deixa escapar vitória sobre o Parma nos descontos
Ronaldo bisa, mas Juventus deixa escapar vitória sobre o Parma nos descontos
Ver artigo

Ronaldo abriu o marcador aos 36 minutos, com um remate em queda, e voltou a marcar aos 66’, num cabeceamento a centro de Mandzukic, que lhe permitiu isolar-se, com 17 golos, na lista dos melhores marcadores.

Já o Nápoles, com o português Mário Rui a titular, recebeu e bateu a Sampdoria por 3-0, aproveitando o deslize da equipa de Turim, líder com 60 pontos, para encurtar distâncias - está agora a nove pontos.

Com Cédric Soares a titular e João Mário no banco (entrou aos 68’), o Inter Milão perdeu em casa por 1-0 com o Bolonha, e viu reduzida a vantagem no terceiro lugar para o AC Milan (quarto) e a Roma (quinta), que empataram 1-1 no Estádio Olímpico, para quatro e cinco pontos de diferença, respetivamente.

Messi evita males maiores e Miguel Cardoso respira de alívio

A poucos dias de receber o Real Madrid, o Barcelona não foi além de um empate com o Valência (2-2), com Messi a bisar para os catalães, já depois de a formação ‘che’ chegar a uma vantagem de duas bolas na primeira parte do encontro. Nélson Semedo foi titular no conjunto ‘blaugrana’, que, não obstante o empate, ainda conseguiu ganhar terreno ao Atlético de Madrid, que saiu derrotado da visita ao Bétis (1-0).

Acabou por ser o Real Madrid a aproveitar os deslizes dos rivais para se aproximar dos lugares cimeiros, ao bater o Alavés por 3-0 - marcaram Karim Benzema, Vinícius Junior e Mariano. Com este triunfo, os ‘merengues’ contam agora com 42 pontos, a apenas dois pontos do Atlético Madrid e a oito do Barcelona.

O Celta de Vigo, treinado por Miguel Cardoso, surpreendeu ao vencer em casa o Sevilha, de André Silva e Daniel Carriço, por 1-0. Okay Yokuslu fez o único golo da partida, aos 73 minutos. O resultado deixa a equipa galega no 15.º lugar da tabela classificativa, com 24 pontos, e termina com uma série negra de seis jogos sem vencer (cinco derrotas e um empate). Já o Sevilha, que contou com André Silva nos noventa minutos, mantém o quarto posto com 36 pontos.

Jardim regressou… e o Mónaco voltou a vencer

Dois meses depois, o Mónaco voltou a vencer para a liga francesa, na receção ao Toulouse (2-1), ao segundo jogo de Leonardo Jardim no comando da equipa. Gelson Martins, que chegou ao Principado em janeiro por empréstimo do Atlético Madrid, fez a assistência para o golo de Golovin (15 minutos), mas o Toulouse respondeu cinco minutos depois por intermédio de Christopher Jullien e igualou a partida.

Mónaco volta a vencer na liga francesa dois meses depois
Mónaco volta a vencer na liga francesa dois meses depois
Ver artigo

Já na segunda parte, aos 62 minutos, Fàbregas - também recém-chegado ao Mónaco - aproveitou a assistência de Radamel Falcao para fixar o resultado final da partida (2-1), na qual se estreou Adrien Silva. Com estes três pontos, os pupilos de Leonardo Jardim sobem do 19.º para o 18.º lugar, mas continuam abaixo da linha de água, com 18 pontos, os mesmos do Caen, que está no 17º lugar.

Em sentido inverso, o Lyon impôs a primeira derrota do PSG no campeonato, e manteve a pressão sobre o Lille na luta pelo segundo lugar. O jogo até começou de feição para os parisienses, que se adiantaram no marcador logo aos sete minutos através de Di María, mas Moussa Dembele repôs a igualdade aos 33’ e Nabil Fekir fez o 2-1 final, de grande penalidade.

Apesar da derrota, o PSG segue firme na liderança destacada do campeonato, com 56 pontos, mais 10 pontos do que o segundo classificado, o Lille, e mais 13 pontos do que o terceiro, o Lyon.

Dortmund não aproveita deslize do Bayern

O Bayern Munique perdeu por 3-1 na visita ao Bayer Leverkusen, ‘tropeção’ que o líder Borussia Dortmund não soube aproveitar, empatando 1-1 no terreno do Eintracht Frankfurt.

O Dortmund chegou ao golo aos 22 minutos, por intermédio de Marco Reus, a passe do português Raphael Guerreiro, mas a equipa da casa, com o português Gonçalo Paciência no banco, chegou ao empate por Luka Jovic, aos 36’. O avançado cedido pelo Benfica lidera a lista dos melhores marcadores, com 14 golos.

Com este empate, o Borussia Dortmund passa a somar 49 pontos, mais sete que o Borussia Mönchengladbach, que bateu o Schalke por 2-0, e o Bayern. Quanto ao Leipzig, quarto classificado, venceu por 3-0 na visita ao ‘aflito’ Hannover, num jogo em que Bruma regressou às opções do técnico Ralf Rangnick, após lesão, embora não tenha saído do banco de suplentes.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.