Se Diego Armando Maradona fosse selecionador da Argentina, não voltaria a chamar Messi. Em declarações a 'Fox Sports', 'El Pibe' mostrou-se bastante crítico para com o jogador argentino do Barcelona.

"Messi é um grandíssimo jogador, mas não dá. É inútil querer fazer um líder de um homem que vai 20 vezes à casa de banho antes de um jogo. Não o endeusemos mais", sublinhou.

O jogador do Barcelona pediu para não ser chamado para os próximos compromissos da Seleção. Maradona disse que, se fosse selecionador da Argentina, não chamaria 'La Pulga',... por agora.

"Não o convocaria. Não direi nunca. Nunca digo nunca. Há que tirar pressão a Messi, o carimbo de líder. Deixar Messi ser Messi. Depois, se o pudesse deixar jogar como eu queria, então chamaria Messi. Porque só há um Messi", frisou, explicando que o jogador atua de forma diferente na Argentina e no Barcelona.

"Messi é Messi jogando no Barcelona", atirou.

Messi está a fazer um bom arranque de época no Barcelona com 11 golos apontados em 11 jogos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.