O presidente da Federação Colombiana de Futebol revelou que Carlos Queiroz e a equipa técnica que o acompanha disponibilizaram-se para reduzir o salário que auferem, de forma a minimizar os efeitos da crise provocada pela COVID-19.

Ramón Jesurun afirmou que, neste momento, "ainda não é necessário" recorrer a uma redução salarial, mas enalteceu o gesto de "cavalheirismo" do português.

"Desde o início da pandemia, Carlos Queiroz e sua equipa técnica propuseram generosamente ao nosso comité executivo reduzir os seus salários. De momento ainda não é necessário, mas o gesto é de um grande cavalheirismo", afirmou o presidente em entrevista ao jornal daquele país 'El Tiempo'.

Carlos Queiroz orienta a seleção da Colômbia desde fevereiro de 2019.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.