Cristiano Ronaldo e Messi têm vindo a dominar os prémios individuais nos últimos 12 anos. Apenas por uma vez o prémio que distingue o Melhor Jogador do Mundo fugiu aos dois: foi no ano passado, quando o croata Luka Modric fo coroado 'Melhor do Mundo', após guiar a sua seleção à final do Mundial2018, ganho pela França.

O prémio de Melhor do Mundo, tanto da FIFA com da 'France Football' continua a ser dado a avançados ou homens do meio campo. Este ano, o defesa holandês Virgil van Dijk intrometeu-se na luta mas não foi suficiente.

Ashley Cole, antigo internacional inglês, gostaria de ver essa 'ditadura' entre Messi e Ronaldo cair. Mas tão cedo isso não se vai verificar, como o próprio admitiu esta sexta-feira, em declarações reproduzidas pela imprensa inglesa.

"Aconteceu o mesmo de sempre. Pessoalmente, gostaria que outras posições do campo fossem reconhecidas pelos bons jogos que fazem ao longo da temporada. Mas creio que não se pode ver além de Lionel Messi ou Cristiano Ronaldo. O que o Messi faz todas as semanas não é normal. O mesmo acontece com Cristiano, mas eu gostaria que um dia ganhasse um defesa, embora com Messi isso pareça difícil" lamentou o antigo lateral esquerdo do Chelsea.

Um defesa não ganha a Bola de Ouro desde 2006, ano em que o central italiano Fabio Cannavaro venceu o prémio.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.