A equipa de futebol feminino do Benfica regressou hoje ao trabalho para a época 2020/21, num dia marcado pela chegada do reforço Carole Costa (ex-Sporting), e com vários regressos, após empréstimo.

A central internacional portuguesa, de 30 anos, que terminou contrato com o Sporting, foi hoje anunciada como jogadora do Benfica para as duas próximas épocas, e já se apresentou para exames médicos e testes físicos, bem como todo o plantel.

No primeiro dia de trabalho estiveram também a guarda-redes Carolina Vilão (ex-Valadares Gaia), a defesa Jassie Vasconcelos (ex-Metz), e a avançada Carlota Cristo (ex-Valadares Gaia), jogadoras que estiveram emprestadas.

A médio internacional sub-20 nigeriana Christy Ucheibe é outra novidade, com a futebolista, que chegou a meio da última época, a poder ser inscrita pela primeira vez, num grupo em que Mariana Alberto e ‘Kika’ Nazareth sobem das sub-19 do clube.

Do restante plantel, apresentaram-se ainda a guarda-redes Dani Neuhaus, as defesas Sílvia Rebelo, Ana Seiça, Caroline e Catarina Amado, as médios Pauleta, Beatriz Cameirão, Ana Vitória, Andreia Faria e Evy Pereira, e as avançadas Darlene, Nycole Raysla, Thembi Kgatlana, Lúcia Alves e Cloé Lacasse.

A este grupo de 22 futebolistas juntam-se sete jogadoras provenientes da formação, que irão fazer a pré-época, casos de Matilde Silva, Beatriz Nogueira, Dara Monteiro, Maria Malta, Érica Ventura, Ana Oliveira e Daniela Areia Santos.

"Há a possibilidade de reforçar o plantel em janeiro porque o modelo competitivo desta época vai ser diferente. Há uma primeira fase na Zona Sul e o verdadeiro campeonato, digamos assim, começa entre dezembro e janeiro. É importante salientar que vamos ter uma equipa B, que vai disputar o Campeonato Nacional de Juniores”, disse na terça-feira o vice-presidente do clube Fernando Tavares, responsável para o futebol feminino.

Entretanto, neste regresso, a equipa continuará a fazer até ao final da semana testes físicos e também médicos, que incluíram já hoje despistagem à covid-19, e no início da próxima o treinador Luís Andrade iniciará o trabalho de campo.

A equipa feminina ‘encarnada’ terá um protocolo semelhante ao da formação masculina, com trabalho no relvado inicialmente faseado e zonal, com respeito ao protocolo sanitário em fase de pandemia do novo coronavírus.

As competições femininas de 2019/20 foram suspensas em março devido à covid-19, e, posteriormente, canceladas, num momento em que o Benfica liderava o campeonato, com os mesmos pontos do Sporting, era finalista da Taça da Liga e semifinalista da Taça de Portugal.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.