Cláudia Neto, do Wolfsburgo, é a única futebolista portuguesa no ‘top 100’ do ano do jornal ‘The Guardian’, ocupando o 75.º lugar, anunciou hoje o diário inglês na sua página oficial na Internet.

“O facto de não estar elegível para a Liga dos Campeões na temporada passada, teve um impacto positivo no número de jogos que disputou na ‘Bundesliga'. O ‘talismã' de Portugal ajudou o seu país a conseguir uma boa prestação na Algarve Cup”, apontou o periódico.

Cláudia Neto desce 25 lugares em relação ao ano anterior, em que era 50.º, numa lista elaborada por 72 personalidades, de 30 países diferentes.

“Neto cai no ranking este ano e teria sido fácil para ela desaparecer completamente devido ao nível de competição no seu novo clube, o Wolfsburgo. Mas, manteve-se bastante regular, provando a sua qualidade, e desempenhou um papel importante, mesmo sem ter marcado qualquer golo”, descreve.

A lista em que está inserida a capitã da seleção nacional é liderada pela dinamarquesa Pernille Harder, colega de Cláudia Neto no Wolfsburgo, com a vencedora da primeira Bola de Ouro feminina, Ada Hegerberg, do Lyon em terceiro. A segunda é a australiana Sam Kerr, do Perth Glory.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.