Uma primeira parte desastrosa, com três golos sofridos em 45 minutos, atirou Portugal para fora do Euro sub-21. Os comandados de Rui Jorge perderam no Municipal de Chaves com a Polónia por 3-1, depois de terem ganho fora por 1-0.

Além de falharem a fase final do Europeu de futebol de sub-21, Portugal fica também fora dos Jogos Olímpicos de 2022. A eliminação é o culminar de uma qualificação sempre a sofrer, onde o enorme talento dos jogadores não foi potenciado. Desde 2013 que Portugal não falhava uma fase final de um Euro de sub-21.

O selecionador Rui Jorge analisou o jogo e referiu que a sua equipa não esteve à altura do desafio. "É um momento dececionante. Não conseguimos contrariar a Polónia. Fomos penalizados e mais uma vez após golo sofrido não tivemos discernimento para serenar. Depois o segundo abateu mais a equipa. Ao terceiro remate foi o terceiro golo e ficou tudo muito adverso. Ainda nos soltámos um bocadinho, mas não conseguimos estar à altura do jogo e saímos derrotados. Houve bastante falta de agressividade nos primeiros minutos e quando isso acontece com equipas de bom nível corremos riscos e sofremos", disse.

"Não acredito que tenhamos entrado alheios à responsabilidade e importância do jogo. Acredito que faltou agressividade e concentração. Tem de se estar ao mais alto nível ou corremos riscos de isto acontecer. Não conseguimos demonstrar que éramos melhor. Devíamos falar de favoritismo, mas não vamos falar", disse, acrescentando ainda que "cometemos demasiados erros para estar numa fase final. Tenho dificuldade em falar em geração dourada, não sei a que geração se referem. Também há gerações douradas de outros países", concluiu Rui Jorge.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.