A Holanda esteve em situação complicada em casa frente à Irlanda do Norte, mas deu a volta (3-1) com dois golos nos descontos, na ronda em que a Bélgica se tornou na primeira apurada para o Euro2020 de futebol.

Com goleada 9-0 a San Marino, com dois golos de Romelu Lukaku, que atingiu e ultrapassou a meia centena de golos pela seleção, os belgas selaram o passeio no grupo I com o pleno de 21 pontos, mais três do que a Rússia, que, esta quinta-feira, bateu a Escócia por 4-0: já bem distante, o Chipre está com 10, o Cazaquistão com sete, a Escócia com seis e San Marino ainda a zero.

Quando Josh Magennis, de cabeça, e após vários erros defensivos, colocou os irlandeses na frente do marcador, aos 75 minutos, a laranja mecânica parecia tremer, apesar de terminar o jogo com 73 por cento de posse de bola e 21-2 em remates.

A falta de eficácia terminou aos 80, quando Depay, na área, atirou entre as pernas de um contrário, empatando em lance ao primeiro toque: o avançado do Lyon sentenciaria o encontro, aos 90+4, com remate cruzado na esquerda.

Entre estes golos, Luuk de Jong (90+1) consumou a reviravolta, em lance caricato, em que a bola subiu e desceu na vertical, com o atacante do Sevilha a ser o mais rápido a encostar o pé.

Este resultado deixou Holanda, Alemanha e República da Irlanda igualadas no grupo C com 12 pontos, sendo que estes têm mais um jogo, seis: Bielorrússia soma quatro e Estónia um, conquistado precisamente hoje com 0-0 em casa do rival.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.