O Paris Saint-Germain, campeão das últimas quatro edições da Taça de França, segue firme rumo ao quinto troféu da competição nesta quarta-feira no Parque dos Príncipes contra o Estrasburgo, quatro dias depois da goleada histórica (9-0) sobre o Guingamp no mesmo palco.

Também foi no estádio parisiense que há duas semanas o PSG perdeu a possibilidade de conquistar todos os títulos nacionais na temporada, sendo eliminado pelo Guingamp nos quartos de final da Taça da Liga.

O PSG, que disputa todos os jogos na ansiedade pelo duelo da Liga dos Campeões contra o Manchester United (12 de fevereiro), recebeu uma boa e má notícia na goleada contra o Guingamp.

Pelo lado bom, a excelente fase do seu 'tridente': Kylian Mbappé e Edinson Cavani anotaram três golos cada no sábado, enquanto Neymar marcou dois. Mas, mais uma vez, problemas surgiram no meio de campo, com a lesão do italiano Marco Verratti, que deixou o campo aos 20 minutos devido a um "leve" entorse no tornozelo esquerdo, conforme anunciado pelo clube no domingo, sem especificar o tempo de recuperação.

O que é certo é que o italiano não vai jogar contra o Estrasburgo, e por isso, o técnico Thomas Tuchel terá que usar a criatividade para formar o meio de campo. O lateral-direito Dani Alves, que já foi titular na posição de trinco no sábado, deverá repetir a função.

A fase anterior aos oitavos da Taça da França começa na terça-feira com seis duelos, entre eles o confronto entre Toulouse e um Reims em ótima fase. A última derrota do Reims ocorreu no dia 5 de dezembro, exatamente contra o Toulouse (1-0).

Já o óonaco vai tentar recuperar um pouco de serenidade na Taça de França, depois de ser goleado por 5-1 pelo Estrasburgo e cair para o penúltimo lugar no campeonato francês, ficando seriamente em risco de despromoção.

O duelo em casa contra o Metz, líder da segunda divisão, pode ser uma boa oportunidade para iniciar a recuperação.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.