O Palmeiras, de Luiz Felipe Scolari, empatou na terça-feira a dois golos no reduto do Godoy, depois de estar a perder por 2-0, na primeira mão dos oitavos de final da Taça Libertadores da América em futebol.

No Estádio Malvinas Argentinas, em Mendoza, o avançado uruguaio Santiago Garcia foi a grande figura da primeira parte, pela positiva, ao ‘bisar, aos seis e 29 minutos, e pela negativa, quando falhou uma grande penalidade, aos 39.

Pelo meio, aos 34 minutos, o internacional ‘canarinho’ Felipe Melo reduziu e, aos 59, o colombiano Miguel Borja restabeleceu a igualdade, que se manteve até final, adiando as decisões para a próxima terça-feira, em São Paulo.

Antes, no Monumental Núñez, em Buenos Aires, um outro embate entre argentinos e brasileiros também acabou empatado, a zero, igualmente na Argentina, entre River Plate e Cruzeiro.

Os comandados de Marcelo Gallardo, vencedores da competição em 2018 após uma histórica final com o Boca Juniors resolvida em Madrid, criaram mais e melhores oportunidades, mas até uma grande penalidade falharam, perante a equipa de Mano Menezes.

Aos 90+9 minutos, depois de o VAR alertar o árbitro para um puxão de camisola do capitão Henrique a Lucas Pratto na área, Matias Suárez, chamado a marcar o castigo máximo, atirou por cima, para satisfação dos adeptos do 16.º colocado do ‘Brasileirão’.

No outro encontro do primeiro dia dos ‘oitavos’, a Liga de Quito, do Equador, venceu em casa o Olímpia Assunção, do Paraguai, por 3-1, com tentos de Jose Ayovi (12 minutos), Jhojan Júlio (73) e do uruguaio Rodrigo Aguirre (85), para os locais, e de Rodrigo Rojas (61), para os forasteiros.

A competição prossegue hoje com quatro jogos, entre eles o que opõe os equatorianos do Emelec aos brasileiros do Flamengo, liderados pelo português Jorge Jesus, que vai fazer a sua estreia na principal competição sul-americana de clubes.

Jesus vai cumprir no Equador o seu quinto encontro ao comando do ‘Fla’, depois de uma goleada por 6-1 ao Goiás para o ‘Brasileirão’, e três empates 1-1, um na casa do Corinthians, também para o campeonato, e dois com o Athletico Paranaense, que ditaram o adeus à Copa do Brasil nos ‘quartos’, após penáltis.

Ainda hoje, o Nacional, do Uruguai, recebe o Internacional, do Brasil, o San Lorenzo, da Argentina, é anfitrião do Cerro Porteño, do Paraguai, e o Athletico Paranaense joga em casa com o Boca Juniors, da Argentina, a nova equipa da ex-‘águia’ Salvio.

A primeira mão dos ‘oitavos’ fecha na quinta-feira, com a receção dos brasileiros do Grémio aos paraguaios do Libertad, a equipa de Óscar Cardozo, o melhor marcador estrangeiro da história do Benfica.

Os encontros da segunda mão realizam-se em 30 e 31 de julho e em 01 de agosto.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.