A selecção de Santiago venceu, ontem, por 3-1, a equipa do Maio, no jogo da Taça da Independência, no estádio Orlando Rodrigues, em São Nicolau.

Na primeira parte, aos dois minutos, Alex, da selecção de Santiago, marcava o primeiro golo da partida, com pontapé de canto, do lado direito da baliza.

Aos oitos minutos, Tidjony, da selecção de Maio, também marcava o primeiro golo com pontapé forte, fora de alcance do guarda-redes Oblack (Santiago), restabelecendo assim a igualdade entre as duas equipas.

Aos 11 minutos, Ademar, da selecção de Santiago, marcava o segundo golo, com pontapé direito, colocando o esférico ao fundo da baliza, ficando assim o seguinte resultado: 2-1.

Na segunda etapa complementar, aos 13 minutos, Sunday, da equipa de Santiago, tirou três jogadores do caminho da equipa do Maio, entrou na área grande e foi rasteirado, resultando assim numa penalidade.

Foi assim que Tchubasko marcou de penalidade, aos 14 minutos, com o pé direito forte bateu pelo terceiro golo da equipa de Santiago.

O treinador de Santiago, Humberto Bettencourt, considerou que nos jogos Inter-ilhas “nada é fácil”, que sabia isso de antemão e, por isso, preparou “convenientemente” para ultrapassar as dificuldades com inteligência, daí o resultado.

“Tenho à frente uma equipa bem orientada, com bons executantes”, disse.

Por outro lado, o treinador do Maio, Alírio Martins, parabenizou a equipa vencedora, mas considerou o “ resultado injusto”.

Para Martins, o importante agora não é lamentar, mas trabalhar para o próximo jogo, corrigindo alguns erros cometidos com o adversário de hoje e preparar para defrontar o a Boa Vista, num jogo que acontece hoje, às 16:30, no estádio Dideus.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.