O treinador português Jorge Jesus estreou-se na quarta-feira pelo Flamengo, em jogos oficiais, com um empate 1-1 no reduto do Athletico Paranaense, em encontro da primeira mão dos quartos de final da Copa do Brasil em futebol.

Um mês e nove dias após ter sido confirmado como técnico do ‘Fla’, Jesus conseguiu um resultado positivo, graças a um tento do ex-avançado benfiquista Gabriel Barbosa, vulgo Gabigol, apontado na segunda parte, aos 65 minutos.

A formação da casa adiantou-se no marcador pouco após o intervalo, aos 50 minutos, com um tento de Leo Pereira.

Na estreia, Jesus fez alinhar Rodinei, Léo Duarte, Rodrigo Caio e René, à frente de Diego Alves, um meio-campo com Willian Arão e Gustavo Cuéllar, ao meio, e Vitinho e De Arrascaeta, nos extremos, e os avançados Gabigol e Bruno Henrique.

Aos 64 minutos, o ex-portista Diego e Everton Ribeiro substituíram Vitinho e Cuéllar, com um golo a aparecer no minuto seguinte, para, aos 82, Bruno Henrique ceder o lugar a Piris.

Na Copa do Brasil, o Flamengo, que recebe o Athletico Paranaense na quarta-feira, já tinha eliminado o Corinthians, nos oitavos de final, com dois triunfos por 1-0.

Em relação ao campeonato, os cariocas seguem, após nove jornadas, no terceiro posto, com 17 pontos, contra 20 do Santos, segundo, e 25 do líder e campeão Palmeiras.

A estreia de Jesus no ‘Brasileirão’ está marcada para domingo, com a receção ao Goiás.

Na Taça dos Libertadores, o conjunto carioca qualificou-se para os oitavos de final, fase em que vai defrontar o Emelec, com primeira mão em 24 de julho, no Equador, e segunda uma semana depois, em 31, no Estádio Maracanã, no Brasil.

Jorge Jesus, de 64 anos, está a cumprir a sua segunda experiência no estrangeiro, depois de pouco mais de meio ano (05 de junho de 2018 a 30 de janeiro de 2019) no Al Hilal, ao comando do qual conquistou a Supertaça da Arábia Saudita.

Antes, em Portugal, de 1989/90 a 2017/18, orientou Amora, Felgueiras, União da Madeira, Estrela da Amadora, Vitória de Setúbal, Vitória de Guimarães, Moreirense, União de Leiria, Belenenses, Sporting de Braga, Benfica e Sporting.

Destaque para os 10 títulos como treinador dos ‘encarnados’, entre 2009/10 e 2014/15, nomeadamente três campeões, uma Taça de Portugal, cinco edições da Taça da Liga e uma Supertaça, sendo que, pelos ‘leões’, somou uma Taça da Liga e uma Supertaça.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.