Jorge Jesus prolongou até junho de 2021 o seu contrato com o Flamengo e, em declarações aos canais do clube carioca, desvalorizou o aspeto financeiro e destacou a importância da vertente desportiva.

"Nas carreiras de treinador ou jogador há uma escolha desportiva e uma financeira. Felizmente, já posso escolher a que quis, a desportiva, que foi a que tomei no ano passado. Porque os meus contratos em Portugal e na Arábia nem têm comparação e, por isso, escolhi a carreira desportiva. Se estou num sítio que me faz feliz, vou procurar a felicidade desportiva e ela só acontece com resultados. E tens a outra parte, o sentimental, que é o que também me move...Não tinha como não olhar para esse fator", frisou Jesus.

Quanto aos objetivos, depois de já ter ganho tanto nos primeiros meses ao leme do clube, Jesus falou da prova que acabou por escapar, o Mundial de Clubes. "A convicção é a mesma que tivemos no ano passado e, se possível, colocar a cereja no topo do bolo. Foi o que nos ficou atravessado e este ano vamos trabalhar para estar novamente na final do Mundial de clubes, porque foi um dos grandes objetivos que não conseguimos. Mas creditamos que podermos lá estar. Para isso, é óbvio, temos de ganhar primeiro a Libertadores", lembrou o técnico português.

Jesus garantiu ainda que a mentalidade da equipa não mudará por ter ganho tudo o que ganhou na temporada passada. "A nossa mentalidade não é a mesma com que ganhámos a Libertadores, o Brasileirão e vários troféus. Isso para nós é passado, o que queremos é ser cada vez melhores do que fomos", assegurou.

Por seu lado, o presidente do Flamengo, Rodolfo Landim, manifestou-se feliz com o acordo alcançado com o treinador e salientou que também "os jogadores estão muito felizes com esta permanência" de Jorge Jesus no clube.

"Cumprimos uma etapa importantíssima do processo de planeamento do futebol deste ano. Ele [Jorge Jesus] é o nosso grande líder de todo este processo revolucionário que tivemos desde meados do ano passado e que culminou com títulos importantíssimos para o Flamengo", disse o presidente.

Jorge Jesus, de 65 anos, chegou ao clube brasileiro em junho de 2019, tendo, desde então, conquistado o Brasileirão, a Taça Libertadores, a Supertaça sul-americana e a Supertaça do Brasil, além da Taça Guanabara, que define o vencedor da primeira volta do estadual carioca.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.