O fim de semana começou com um toque português na goleada do Manchester City ao Watford por 8(!)-0.

Num jogo que rapidamente se tornou em goleada (5-0 aos 20 minutos), Bernardo Silva fez história e assinou o primeiro hat-trick da sua carreira tornando-se no terceiro português a conseguir realizar tal proeza no campeonato inglês depois de Cristiano Ronaldo e Diogo Jota. João Cancelo não foi titular nos ‘citizens’ mas entrou aos 54 minutos para o lugar de Kyle Walker.

Em Leicester, os ‘Foxes’ foram para o intervalo a perder por 0-1 frente ao Tottenham, mas Ricardo Pereira ajudou à reviravolta do Leicester City com um golo aos 69 minutos. No final a vitória caiu para os da casa com um golo de Maddison aos 85 minutos que deu os três pontos à equipa do português.

Também Diogo Jota pôs o seu nome na lista de marcadores desta jornada em Inglaterra com o golo que evitou a derrota do Wolverhampton em casa do Crystal Palace no último minuto do jogo aos 90+5, numa altura em que a equipa de Nuno Espírito Santo contava com cinco portugueses em campo (Rui Patrício, João Moutinho, Diogo Jota, Rúben Neves e Pedro Neto).

Cédric Soares foi titular, mas não conseguiu evitar a derrota caseira do Southampton por 1-3 frente ao Bournemouth.
Quem também saiu derrotado em casa foi Marco Silva, com o Everton a perder na recepção ao Shefield United por 0-2. O treinador português perdeu pela segunda vez consecutiva, com a contestação dos adeptos ao técnico a aumentar.

Atravessamos o Canal da Mancha e chegamos a França, num fim de semana de empates para os treinadores portugueses. André Villas-Boas falhou o assalto à liderança ao empatar em casa com o Montpellier, que contou com Pedro Mendes a titular, a uma bola.

O Bordéus, de Paulo Sousa, repetiu o empate, mas por números diferentes. A equipa do português empatou a duas bolas na recepção ao Brest.

Leonardo Jardim e o Mónaco empataram a zero em casa do Reims, num jogo que contou com Adrien Silva, Gelson Martins e Gil Dias a titulares pelos monegascos.

Quem não teve melhor sorte foi Anthony Lopes que teve de ir buscar a bola ao fundo da baliza numa altura em que o empate do Lyon frente ao PSG parecia certo. Neymar fez o golo aos 87 minutos e deu a vitória por 0-1 aos parisienses.

Em Itália, Cristiano Ronaldo voltou aos golos no duelo frente à equipa de Miguel Veloso. O Verona esteve em vantagem contra a Juventus com um golaço de Veloso aos 21 minutos. Ainda na primeira parte CR7 assistiu para o golo do empate de Ramsey e. depois do descanso, aos 49 minutos, o capitão da seleção converteu com sucesso uma grande penalidade que deu a vitória por 2-1 à ‘vecchia signora’.

Paulo Fonseca viu a Roma reduzida a dez jogadores aos 85 minutos, mas ainda assim a equipa treinada pelo português conseguiu sair vencedora do confronto com o Bolonha graças a um golo de Dzeko já depois dos 90.

Rafael Leão foi titular na derrota do AC Milan no derby frente ao Inter de Milão (0-2) e Bruno Alves jogou os 90 minutos pelo Parma mas não conseguiu evitar a derrota da sua equipa frente à Lázio por 2-0.
Quem não jogou foi Mário Rui: o jogador do Nápoles ficou no banco na vitória por 4-1 do Napolitanos frente ao Lecce.

Aqui ao lado, o Barcelona, com Nelson Semedo a titular, caiu com estrondo e perdeu contra o Granada, com Rui Silva e Domingos Duarte a titulares, por 2-0.

O Sevilha de Daniel Carriço perdeu a liderança na La Liga ao perder no Santiago Bernabéu frente ao Real Madrid com um golo de Benzema.

João Félix foi titular no empate a zeros do Atlético de Madrid com o Celta de Vigo, tal como Gonçalo Guedes, pelo Valência no empate contra o Leganés (1-1) e Rúben Vezo no 0-0 do Levante contra o Eibar.

Na Alemanha, André Silva e Gonçalo Paciência defrontaram Raphael Guerreiro na recepção do Eintracht Frankfurt ao Borussia Dortmund que terminou num empate a duas bolas. Destaque para André Silva que se estreou a marcar pelos alemães fazendo o primeiro tento do Eintracht.

Finalmente, em terras gregas a liderança é portuguesa.

O PAOK de Abel Ferreira e o Olympiacos de Pedro Martins dividem o primeiro lugar da Liga Grega com 10 pontos.
Ambas as equipas empataram este fim de semana: o PAOK em casa por 2-2 contra o Aris e o Olympiacos, com Podence, Rúben Semedo e José Sá a titulares, empatou a uma bola em casa do Parathinaikos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.