Sortes diferentes para os portugueses nos principais campeonatos de futebol na Europa. Em Itália, Ronaldo continua a brilhar e é líder dos melhores marcadores, com 18 tentos. O Lille de Xeka, os irmãos Fonte e Rafael Leão continuam a grande campanha em França. Os técnicos Marco Silva e Miguel Cardoso estão à beira da demissão.

O fim-de-semana voltou a sorrir a Cristiano Ronaldo, com um golo e uma assistência na vitória da Juventus sobre o Sassuolo por 3-0, em jogo da 23.ª ronda. O homem dos recordes voltou a fazer das suas, ao tornar-se no primeiro jogador da Serie A a marcar fora em nove jogos seguidos, desde 1993. Se voltar a fazer o gosto ao pé na próxima deslocação da Juve na Serie A, Ronaldo irá igualar o recorde de Giuseppe Signori, que marcou em dez partidas seguidas fora com as cores da Lázio. Cancelo não saiu do banco.

O Inter levou a melhor sobre o Parma em duelo de portugueses. Bruno Alves foi titular no Parma mas viu João Mário (titular) e Cédric Soares (entrou no segundo tempo) ficarem com os três pontos. O Inter é terceiro com 43 pontos, o Parma ocupa o 12.º posto com 29 pontos. A 'Juve' lidera com 63 pontos, mais 11 que o Nápoles de Mário Rui que empatou com a Fiorentina.

Em Inglaterra, Marco Silva continua na mó de baixo e já se fala em demissão. O Everton voltou a perder, desta feita na deslocação ao terreno do Wattford, anterior clube do técnico português. Os 'toffies', que contaram com André Gomes no onze, continuam no 9.º lugar, com 33 pontos em 27 jogos, menos quatro quatro que o adversário do fim-de-semana.

Mas o grande destaque na Premier League foi a goleada aplicada pelo Manchester City de Bernardo ao Chelsea. Os 'citizens' venceram por 6-0, com o português a assistir Sterling para o primeiro da partida. A equipa de Pep Guardiola lidera com os mesmos pontos do Liverpool mas com mais um jogo.

O Manchester United, que voltou a contar com Diogo Dalot a titular, bateu o Fulham por 3-0, naquela que foi a 10.ª vitória em 11 jogos desde que Ole Gunnar Solskjaer pegou na equipa. Os 'red devils' ultrapassaram o Chelsea e já são 4.º, lugar de acesso à Liga dos Campeões.

Em Londres, Ricardo Pereira assistiu Jamie Vardy mas não evitou a derrota do Leicester ante o Tottenham, 3.º colocado da Liga Inglesa.

Os portugueses em Espanha não tiveram um fim-de-semana positivo. Nélson Semedo foi titular no empate do líder Barcelona em casa do Athletic Bilbao. Um resultado que permite ao Real Madrid estar a apenas seis pontos dos 'culés', depois de vencerem o dérbi madrileno com o Atlético Madrid (3-1). Pior está o técnico Miguel Cardoso que viu o seu Celta de Vigo averbar mais uma derrota, desta vez em frente ao Getafe e cair para o 16.º posto com 24 pontos em 23 jogos. O Celta até começou a ganhar mas a expulsão de Maxi Gomez aos 37 'deitou tudo por terra'.

André Silva voltou a merecer a confiança de Pablo Machín, tal como Daniel Carriço, mas ficou em branco no empate do Sevilha frente ao Eibar a duas bolas. Os andaluzes estiveram aperder por 2-0, ficaram com menos um aos 84 mas, em dois minutos, conseguiram resgatar um ponto. Paulo Oliveira foi lançado por Jose Luis Mendilibar, aos 58 minutos. O Eibar é 10.º com 30 pontos, o Sevilha mantém o 4.º posto com 37.

Destaque para o Espanhol, de Alfa Semedo (não saiu do banco) que venceu o Rayo Vallecano de Bebé (entrou aos 74) por 2-1, atirando assim a equipa madrilena do bairro de Vallecas para a zona de descida.

De Espanha para França, onde o sensacional Lille continua a brilhar, guiado por portugueses. Este fim-de-semana, a equipa de Christophe Galtier venceu fora o Guingamp de Rebocho (titular) por 2-0, com o jovem Rafael Leão a marcar um dos golos. O Lille, que contou ainda com Xeka e José Fonte a titulares e Rui Fonte a não sair do banco, chegou aos 59 pontos, menos dez que o líder PSG. Os 'Lillois' tem seis pontos de vantagem sobre o 3.º colocado, o Lyon de Anthony Lopes (titular), que perdeu no terreno do Nice. O Marselha de Rolando (entrou aos 79) venceu o Dijon e subiu ao 5.º posto.

Raphael Guerreiro marca, mas Borussia Dortmund desperdiça três golos de vantagem
Raphael Guerreiro marca, mas Borussia Dortmund desperdiça três golos de vantagem
Ver artigo

Ainda em França, destaque para o Mónaco de Leonardo Jardim que ganhou um ponto na luta pela permanência, apesar de continuar em zona de descida. Os monegascos empataram 2-2 com o Montpellier, com Gelson Martins a marcar o seu primeiro golo desde que se mudou para o Principado (Falcao fez o outro). Rony Lopes também foi titular, Adrien Silva entrou aos 68 minutos. Carlos Vinicius, ex-Rio Ave, também foi lançado por Leonardo Jardim.

Na Alemanha o destaque do fim-de-semana vai para o empate do Borussia Dortmund frente ao Hoffenheim, num jogo onde os 'amarelos' estiveram a vencer por 3-0. O terceiro golo do Borussia foi do português Raphael Guerreiro, antes de o Hoffenheim iniciar a caminhada para o empate. O Borussia Dortmund lidera com 50 pontos, mais cinco que o Bayern de Munique, que venceu o Schalke04 por 3-1. Renato Sanches nem foi convocado.

O RasenBallsport Leipzig de Bruma empatou com o Eintracht Frankfurt de Gonçalo Paciência a zero bolas. Os dois portugueses não saíram do banco.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.