A revista que atribui o prémio da Bola de Ouro publicou esta quinta-feira uma nota a explicar as razões para ter retirado a sondagem que tinha como objetivo saber a opinião dos adeptos sobre quem deveria ganhar o prémio.

Lionel Messi estava na frente do inquérito com 48% dos votos, Mohamed Salah em segundo com 31% e em terceiro Cristiano Ronaldo com apenas 8%.

"Caros leitores, como puderam constatar, vimo-nos obrigados a apagar, ontem, o artigo 'Vote em quem, na sua opinião, merece ganhar a Bola de Ouro 2018' devido à criação de milhares de contas falsas, através de técnicas maliciosas, que visavam truncar os resultados", começou por explicar a France Football.

A revista acrescentou ainda "que esta sondagem era meramente consultiva, não tem influência na atribuição da Bola de Ouro, que continua a ser atribuída por um júri de jornalistas especializados e independentes".

"Obrigado a todos por não terem interpretado de forma errada um simples incidente técnico que foge ao nosso controlo. Vemo-nos a 3 de dezembro com o resultado final das Bolas de Ouro masculina e feminina, assim como do Troféu Kopa", conclui.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.