Visão do Coach

08-01-2016 14:37

As razões do insucesso de Lopetegui

O cronista do SAPO Desporto, Rui Lança, analisa o despedimento de Julen Lopetegui.
Rui Lança
Foto: Desporto

Por Rui Lança sapodesporto@sapo.pt

Muito escrevi sobre o treinador basco neste espaço. O que muitos quiseram ver como questões clubísticas, tornaram-se tão óbvias que deixaram de ser, até para essas pessoas, opiniões para serem factos tão explícitos que mais tarde ou mais cedo levaram a uma grande insatisfação por parte dos adeptos portistas ao seu ex-treinador.

Lopetegui é incompetente? Não sei se é, mas mostrou-se ser incapaz neste contexto e para este desafio. Nunca quis adaptar-se ao contexto, dando muitas vezes a sensação que queria que o contexto se moldasse a si.

Lopetegui teve falta de recursos? Não. Seria preciso recuar algumas épocas para se ver uma SAD portista a desembolsar tantas verbas em jogadores escolhidos pelo espanhol. Mais do que contratações, o clube portista conseguiu na época passada reunir um conjunto de empréstimos de bons jogadores como Casemiro ou Oliver. No seu primeiro ano, Lopetegui teve ao ser dispor dois dos melhores laterais que passaram pela Liga portuguesa. Um atacante ao nível dos melhores. Um meio-campo fantástico. Esta época voltou a possuir um leque de bons atletas. A parte da equipa já seria uma das suas funções.

Lopetegui percebeu o que lhe aconteceu? Não me parece. Sinceramente, parece-me ser aquele caso em que uma só pessoa consegue apontar erros a tudo e a todos, e nunca entender que o denominador comum era ele mesmo nessas questões.

Lopetegui era a escolha certa? Hoje é fácil dizer que não. Na altura, muitos o afirmaram. Foram logo acusados de muita coisa. Lopetegui chegou ao Porto, um clube com prestígio mundial, com currículo rico, e trazia experiência tão curta ao nível de clubes, que provavelmente aprendeu muito mais com o Porto do que o contrário. Era alguém com bom currículo nas seleções jovens espanholas. Sim, mas a dinâmica é diferente. A qualidade dos atletas espanhóis permitiria a muitos treinadores conseguirem bons resultados, sem aqui querer retirar o mérito a Julen Lopetegui.

Por fim, ninguém ‘morre’ sozinho. Há que perceber o que falhou na escolha, como é que a mesma aconteceu, quem opinou e perceber especialmente, como é que perante um plantel e um investimento tão grande na época passada, o mesmo não ganhou nada!

Opinião