Crónica

17-12-2015 18:12

Mourinho, o bestial dos treinadores

A visão do comentador do SAPO Desporto sobre a demissão do técnico português do Chelsea.
Rui Lança
Foto: Desporto

Por Rui Lança sapodesporto@sapo.pt

O desporto tem tanto de injusto como de mediático. Aproxima o 8 ao 80 como em poucas áreas de trabalho ou de lazer. E há uma linha ténue que os treinadores conhecem como poucos. E essa linha voltou a ceder para os lados do José Mourinho.

É justo? É injusto? As opiniões variam. Para José Mourinho, mais do que aferir isso agora, é entender o que aconteceu de uma época para a outra quando o plantel parecia estar um pouco mais forte. Um defesa esquerdo contratado por um valor elevado, um ex-jogador do Barcelona com qualidade, reforços à sua medida, pelo menos, que pareciam ser à sua medida.

O que José Mourinho tem de se focar é na razão e em como tudo aconteceu. Provavelmente não terá dificuldade em arranjar novos desafios. Novos clubes. Mas, exceptuando se for para equipas como o PSG em ligas como a francesa, corre o risco de voltar a falhar pelas mesmas razões e a liga ser demasiado competitiva para que uma equipa cheia de jogadores de boa qualidade, não resultem num coletivo com qualidade.

Mourinho sempre se destacou na vertente comportamental. E foi aí que falhou. Estranhamente, os últimos jogos do Chelsea não transmitiram um conjunto de atitudes e ações que se alinhassem com os valores de trabalho de José Mourinho. E o que se calhar eram erros comuns a todas as equipas e treinadores e que aconteciam pontualmente, aconteceram quase todos ao mesmo tempo a Mourinho. Erros internos. Desafios perdidos. Até um Falcão que fracassou e que se tornou numa aposta errada.

Mourinho perdeu qualidade? Do ponto de vista de conhecimento duvido. Do ponto de vista do resultado, sim. Porque nós avaliamos também pelos resultados! Duvido que José Mourinho queira arranjar clube esta época. E a próxima escolha vai ter de ser… perfeita. Mourinho vai provavelmente isolar-se querer medir e consultar um conjunto de indicadores antes de escolher o seu novo desafio! A ver vamos.

Opinião