Primeira Liga Primeira Liga

Imprimir A- A+

I Liga

24 de setembro de 2012 23:11h

A reviravolta do alívio

Por Inês Henriques

Capel e Wolfswinkel fizeram os adeptos trocar os assobios pelos aplausos no final do jogo.

A reviravolta do alívio

O Sporting conseguiu a sua primeira vitória esta segunda-feira, ao vencer o Gil Vicente por 2-1, depois de estar a perder 1-0 durante 76 minutos.

Com a conquista dos primeiros três pontos, os leões deixam o 14º lugar e passam a ocupar um lugar no meio da tabela, com cinco pontos decorridas quatro jornadas. Mas a história da vitória poderia ter terminado em tragédia, já que o Gil Vicente esteve a vencer até 15 minutos do final do encontro. Capel e Wolfswinkel levaram a melhor sobre Luís Carlos, autor do primeiro golo da noite.

Os leões entraram melhor, com duas ocasiões logo nos primeiros minutos. Aos cinco, por Pranjic, para defesa de Adriano, e depois Capel, bem servido por Viola, que esta noite se estreou, rematou muito perto do jogo. Só que foi mais feliz a equipa de Paulo Alves, que aos sete minutos e na primeira ocasião que teve fez o 1-0, por Luís Carlos.

O golo gilista turvou as ideias aos leões. Muita corrida, muito querer, sempre com a baliza em vista, mas sem fio condutor e com falta de eficácia – principalmente de Wolfswinkel, o homem mais avançado, mas que esta noite esteve apagado e não fosse o golo da vitória teria passado despercebido.

Só aos 40’, Izmailov conseguiu quebrar a monotonia. Bem organizado na defesa, o Gil Vicente foi fazendo o seu trabalho e segurando a magra vantagem. E só de longe, o russo assustou, com um remate forte a passar muito perto. Percebendo que era de longe que poderiam chegar ao golo, os leões voltaram a tentar aos 47’, com Insúa a fazer estrondo num ‘tiro’ à trave.

Assim que soou o apito para intervalo, os 25523 espetadores brindaram Alvalade com um coro de assobios.

A segunda parte não trouxe um Sporting renovado. Sá Pinto ainda fez entrar Carrillo para o lugar de Pranjic, mas mesmo assim faltavam ideias. E a atenção desmedida do guarda-redes gilista também não ajudava à conquista dos pontos leoninos, como se viu aos 55’, a tirar o golo dos pés primeiro a Insúa e depois a Rinaudo.

O Gil Vicente com espaço para o contra-ataque poderia ter aumentado a vantagem aos 69’, quando Luís Carlos, sem medo, passou por dois defesa leoninos e só viu a bola ser travada, à queima-roupa por Patrício, que assim manteve a sua equipa em jogo.

O golo do empate só surgiu aos 76’, num remate de Capel que fez suspirar de alivio às muitas respirações já ansiosas de Alvalade. E a reviravolta surgiu aos 86’, por Wolfswinkel, até aí um mero espetador de um jogo que esteve à beira de se tornar uma tragédia para o Sporting.

Leve o Desporto para todo o lado com o SAPO Desporto Mobile.

Vídeos 0 / 0

Fotos: 0 / 0

Comentários

Alertas futebol

Acompanhe todas as notícias de futebol com o serviço SAPO Alertas.

Subscrever

Classificação

Temporada Regular