Paulo Bento

25-06-2014 16:32

"Aconteça o que acontecer amanhã, não me demito"

Paulo Bento garante que irá continuar na Seleção para tentar levar Portugal ao Euro2016.
Paulo Bento, selecionador de Portugal
Foto: EPA@PONTUS LINDAHL

Paulo Bento, selecionador de Portugal

Por SAPO Desporto sapodesporto@sapo.pt

Paulo Bento garante que não irá abandonar o cargo de selecionador de Portugal, mesmo que falhe o apuramento para os oitavos-de-final do Mundial2014. A garantia foi dada esta tarde em conferência de imprensa de antevisão do jogo com o Gana.

"O meu sentimento de hoje é o mesmo que disse que tinha depois dos jogos com a Suécia quando disse que tinha orgulho e satisfação em estar na seleção e na gratidão que tenho para com os jogadores que nos levaram até ao Mundial. Também sei da minha responsabilidade. Em abril cheguei a acordo com a Federação [Portuguesa de Futebol], que não tinha só a ver com os resultados no Mundial mas também com os objetivos para o Euro2016. Aconteça o que acontecer amanhã, não me demito. Não é essa a minha intenção nem da direção da Federação Portuguesa de Futebol", afirmou o selecionador luso.

A conferência de imprensa foi "quente", com ânimos um pouco exaltados entre alguns jornalistas portugueses e Paulo Bento. O selecionador português irritou-se com os dois jornalistas quando questionado sobre o seu futuro à frente da Seleção e sobre o facto de Humberto Coelho, vice-presidente da FPF, ter saído em sua defesa.

"É normal [elementos da FPF] saírem em minha defesa. Vejo isso como algo normal. É uma situação muito pacífica, a confiança que tenho das pessoas da FPF, do staff e do seu presidente não é de agora. Vem de há muito tempo, antes do jogo com a Suécia, quando estávamos num momento extremamente complicado, como foram [após os jogos] com o Azerbaijão e Israel. O presidente da Federação nunca me falhou e agora também não", afirmou Paulo Bento, sublinhando também que mantém a confiança no departamento médico, apesar das muitas lesões quem tem assolado a seleção lusa.

"Mantenho a minha confiança em todos, como sempre tive uma boa relação com todo o staff da seleção nacional. Já vos disse que sou o único responsável por aquilo que está a passar a todos os níveis em termos de resultados", enalteceu Paulo Bento, que desmentiu uma notícia de um órgão de comunicação social que dava como certo a sua saída.

"Vocês dizem que me vou embora e depois vem perguntar-me se vou? O mais lógico seria fazerem o contrário, perguntar-me primeiro e esperar pela resposta e depois punham o que eu digo e não aquilo que vocês querem ou aquilo que vos digam para escrever", atirou.


Portugal defronta esta quinta-feira o Gana, num encontro marcado para às 17h00, hora de Portugal. Os lusos estão obrigados a golear o Gana e esperar por uma vitória da Alemanha sobre os EUA.

Conteúdo publicado por Sportinforma