Basquetebol/Angola

20-04-2017 16:41

Inter e Marinha lutam por lugar nas meias-finais

Na recém-terminada fase de grupos, Interclube e Marinha tiveram registos quase semelhantes, vencendo um ao outro em cada volta.
Basquetebol: Interclube
Foto: DR

Basquetebol: Interclube

Por SAPO Desporto c/ Angop sapodesporto@sapo.pt

Os quartos-de-final do campeonato nacional sénior masculino de basquetebol arrancam sexta-feira, em Luanda, com realce para o desafio entre o Interclube e a Marinha de Guerra, eliminatória que se afigura mais equilibrada nesta terceira fase da prova.

Em face à prestação de ambas na anterior etapa do campeonato, julga-se ser o play-off entre estas formações, a melhor de três jogos, a principal incógnita relativamente a quarta equipa a apurar-se para as meias-finais, sendo que os principais candidatos ao título (Libolo, 1º de Agosto e Petro) têm tarefa teoricamente mais fácil, respetivamente frente a Lusíada, ASA e Progresso do Sambizanga.

No entanto, o vencedor da eliminatória entre Inter e Marinha cruza nas meias-finais com o da Libolo-Lusíada, ao passo que “petrolíferos” e “militares”, que provavelmente passarão pelos seus adversários, estão “condenados” a reeditar a meia-final da época transata.

Na recém-terminada fase de grupos, Interclube e Marinha tiveram registos quase semelhantes, vencendo um ao outro em cada volta, além de “aplicarem” memoráveis e convincentes derrotas ao Petro e 1º de Agosto e acabaram separados por apenas um ponto, com vantagem para os “polícias” (4º com 37 pontos), que em 26 jogos converteram 1955 pontos, consentiram 1963, tiveram 11 vitórias e 15 derrotas.

Já os “marinheiros”, com menos uma partida por falta de comparência, ocuparam a quinta posição da tabela classificativa com 36 pontos, resultantes de 11 vitórias e 14 derrotas, tendo convertido 1914 pontos e sofrido 2019.

O Atlético Sport Aviação (ASA) e a Universidade Lusíada garantiram lugar nestes play-off ao ocuparem, respetivamente, o primeiro e segundo lugares do grupo B, onde deixaram para trás o Vila Clotilde, até então única equipa já arredada da luta pelo título em posse do 1º de Agosto.

Referir que o primeiro e segundo turnos do Bic Basket foram totalmente dominados pelo Recreativo do Libolo, que em 26 jornadas totalizou 51 pontos, converteu 2381 e consentiu 1919 pontos. O Libolo averbou somente derrota frente ao 1º de Agosto, segundo classificado com 45 pontos.

Os “agostinos” tiveram 19 vitórias, sete derrotas, converteram 2307 pontos e sofreram 2034, enquanto o Petro de Luanda, terceiro com 44 pontos, é a formação com maior número de pontos marcados (2382) e, coincidentemente, sofridos (2105), numa prova em que averbou 18 vitórias e oito derrotas.

Por último no grupo A, na sexta posição (35 pontos), a formação do Progresso do Sambizanga totalizou em 26 jornadas 1884 pontos convertidos, 2034 sofridos, nove vitórias e 17 derrotas.

Conteúdo publicado por Sportinforma